quarta-feira, 6 de junho de 2012

QUANTO A GREVE NA UFG

Goiânia - Ano II - 108


Olá Químicos e Agregados.

Hoje tive a honra de participar de uma ASSEMBLEIA DE PROFESSORES que deflagraram a greve na UFG a partir do dia 11 de Junho de 2012.

Estavam presentes aproximadamente 450 professores.

Uma confusão enorme se fez antes da assembleia pela insistência da diretora da ADUFG em dizer que os filiados a ADUFG deveriam ficar sentados e professor que não fosse filiado deveria ficar em pé. Ficou insistindo nesse mantra por 5 minutos, sob vaia e protestos dos professores para que a assembleia tivesse início de imediato.

Alguns professores perderam a paciência com tal atitude e tudo descambou para a violência, com gente tentando tirar o microfone da diretora e gente tentando devolver o maldito microfone para a diretora. Entre empurra-empurra e deixa disso, tudo parecia ter voltado ao normal.

Engano. A diretora do ADUFG se retirou e disse que a Assembleia estava CANCELADA.

Os professores presentes não se furtaram e fizeram eles (nós) mesmos a dita assembleia que deliberou pela greve a partir do dia 11 de Junho de 2012.

A ADUFG soltou uma nota dizendo que não reconhece e não reconhecerá a assembleia realizada.

Meus caros. Ela NÃO precisa reconhecer ou deixar de reconhecer nada. Um sindicato é feito/construído pelos seus membros. E nesse caso, a ADUFG não é sua diretoria, ela é tão somente os professores, que compareceram em peso (450 professores) a assembleia e deliberaram pela greve, COM ou SEM os diretores do sindicato. 

Essa foi uma assembleia dos PROFESSORES da UFG e eu, considero-a extremamente legítima, pois sou professor, e estava lá, presente, votando, com mais de 400 colegas.

Portanto, estou em greve, por tempo indeterminado.

É isso.

75 comentários:

  1. Sou professor da UFG, e não considero essa greve legítima. Iria continuar minhas aulas normalmente e não reconheço essa greve de nenhuma maneira. Primeiro por não concordar com a greve, acho-a sem sentido e desproporcional.

    Segundo por acreditar que as instituições devem ser respeitadas, e sim só o professor sindicalizado pode ter voto em assembléia do sindicato. Uma assembléia geral independe de aprovação de sindicato, e o que aconteceu hoje não foi isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem sentido? Quantos colegas seu adoeceram no último ano pelo trabalho? Quanto o seu salário está defasado diante da inflação? Quantos alunos por sala você tem? Quantos artigos você tem que publicar por ano? Sabia que os seus colegas que estão entrando na Universidade agora terão uma aposentadoria bem diferente da sua? A sua resposta vai ser: "eles que procurem algo melhor para fazer?"
      A Instituição a qual você se refereiu, o sindicato, é ela quem não está respeitando o professor! Se liga!

      Excluir
    2. Isso é ofender a inteligência dos demais... obviamente que a greve é mais que legítima, apoiada por estudantes e funcionários, e que já se realiza em mais de 50 universidades pelo país, aprovada pelos professores em assembleia. A única coisa ilegítima aqui é o seu discurso...

      Excluir
    3. É uma vergonha um professor dizer isso. Pois se foi para a assembléia, democraticamente deveria aceitar a greve. Lá foi votada pela maioria DOS FILIADOS presentes.

      Excluir
    4. Prof. Marck,

      Após a greve, quando seu salário ou benefícios aumentarem, diga ao DP que você irá devolver a quantia, por considerá-la fruto de um movimento ILEGÍTIMO. Todos agradecem.

      Excluir
    5. Sou estudante da UFG, e incrível é ver voces professores, tao sábios e bem entendidos de tantos assuntos citando alunos a FAVOR da greve!
      Sou aluno e nao apoio a Greve!
      grande parte das reindivicaçoes foram acordadas, e ai, cade minha aula?
      cade meu futuro?
      Continuem ai parados e de braços cruzados, e obrigados por atrasar a vida de mais de 20 mil alunos!!!!!

      Excluir
  2. Não olhe somente seu lado Marck! Não viva em um corredor! ;x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e o resto... estao olhando pelo lado dos alunos?

      Excluir
  3. Greve sem fundamento que só vai prejudicar os estudantes. Vulgo "palhaçada"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem fundamento é sua postagem... que desinformação!

      Excluir
  4. Sou extremamente a favor da Greve dos professores Universitários, em razão da desvalorização da classe por parte de nossos Governantes e por achar que um País que não investe em educação esta fadado ao retocesso.
    Porém, muito mais que isso, também sou extremamente contra ao VANDALISMO, À IRRESPONSABILIDADE E A FALTA DE RESPEITO e não aprovo essa atitude política hipócrita e suja, desses baderneiros que tentaram denegrir nessa tarde, a imagem da UFG.
    Logo ALUNOS, não se assustem com o fato, pois esta classe não representa os professores da UFG, nós somos muito mais que ISSO, e em sala de aula quando um desses medíocres que dizem ser professores lhe pedirem para ficar em silêncio, quando em momento de exaltação você conversa com seu colega, quando não deveria, O ATENDA, para lhe mostrar como uma pessoa NORMAL deveria comportar, como também para lhe esclarecer que educação vem de berço.
    Palavras de um professor indignado com o Governo e com ALGUNS que dizem ser professores da UFG, e volto ressaltar, a UFG não é lixo, merece RESPEITO.

    ResponderExcluir
  5. Prof. Mark. Gostaria muito de saber qual a sua idade. O quê está dizendo não faz sentido. Você conhece a nova proposta política para a carreira docente. Primeiro estude o assunto, antes de fazer comentários equivocados. E, se de qualquer maneira não se interessar, você deve ser, dentre muitos, que possuem outra fonte de renda, não é? Se esse não for o caso, estude um pouquinho.

    ResponderExcluir
  6. concordo com vc Mark , o que eu vi foi uma verdadeira bandenar , o proposito nao chegou em nenhum momento ser realizado,a quem se dizem educadores incentivando bater , xingar e realmete um vergonha isso ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vergonha é escrever essa besteira que vc escreveu... veja o vídeo, converse com quem realmente esteve lá...

      Excluir
  7. Não houve baderna. Quem provocou todo uma situação conturbada, foi a própria presidente desse sindicado.
    Que professores são vocês?

    Não somos obrigados a filiar-se. Todos nós, professores da UFG, temos direito de voz. Estudem a nova proposta política para carreira docente.

    ResponderExcluir
  8. Se isso não é baderna, eu não sei o que é... aliás, sei sim... uma vergonha para a UFG. Esses educadores tem a obrigação moral de se desculparem publicamente com a comunidade acadêmica. Espero que os alunos da UFG venham a oferecer lições de civilidade e unidade aos mais crescidinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caius Brandão, vc é o cara que prega voto nulo? (veja: http://www.facebook.com/profile.php?id=621856254 )curiosamente assume posições "conservadoras" e "progressistas" e agora vem com esse discurso moralista e mostrando desinformação... volte a estudar meu filho, tá precisando...

      Excluir
  9. Talves pelo "calor do momento", os presentes podem achar que não foi uma baderna, mas assistam esse vídeo que está no youtube: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=EtZBLqojQto
    EU, como aluno, sinto vergonha do modo como os professores se portaram na assembléia, não há causa alguma que justifica certas atitudes. E pensar que aqueles que lá estavam, incitando revolta, "Não vou dar aula na SEGUNDAAA..." é a classe intelectual goiana. Não toda, nem maioria, mas parte dela.
    #decepção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aos quatro minutos e trinta a professora grita: "Vaca! Autoritária! BATE NELA!"
      Sério? Isso não é barbárie? E vindo logo de quem se diz educadora e usa textos de Adorno e Horkheimer para fazer seus discursos didáticos...

      Excluir
    2. Não se define um movimento inteiro ou uma greve, por atos de um indivíduo... nem sobre a legitimidade do movimento, a necessidade dele... e nem descontextualizando e fazendo de conta que não houve provocação e manipulação por parte do sindicato partidário e governista...

      Excluir
  10. Sinceramente, não entendo o sentido do ato de greve. Para que serve uma greve? Se não estão satisfeitos com seus salário, procurem outras formas para complementá-lo, ou procurem outro emprego. Todos vocês entraram para este cargo sabendo quanto iam ganhar. Isso parece birra de menino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo.

      Não temos outra forma de complementar nosso salário, pois somos do regime de DE, ou seja, dedicação exclusiva, estamos impedidos por lei de ter outro emprego ou renda. Sim, a gente sempre soube o quanto iríamos ganhar, mas isso não nos impede de lutar pelos nossos direitos. Não, não é birra de menino. Procuramos melhorar sempre. Emprego é diferente de trabalho. Estou satisfeito com o último, mas não com o primeiro.
      Abraço.

      Excluir
    2. A questão é exatamente essa: salário baixo, logo professores procuram outras formas de complementar e deixam a instituição ou nemo mesmo querem, como você mesmo diz, fazer o concurso. Ou seja, desvalorização da educação. Saca? É só pensar um pouquinho... Os bons profissionais, qualificados, com a educação desvalorizada não tem interesse em ser seu professor. Alguns permanecem, insistem, lutam, mas outros...

      Excluir
  11. Esse ultuni comentario foi o melhor de todos kkkkkk ainda bem q postou como anonimo

    ResponderExcluir
  12. Prof. Wesley - Campus Jataí7 de junho de 2012 07:57

    Parabéns Márlon pelos comentários. Sempre muito sensato.

    ResponderExcluir
  13. Parece que a ADUFG não quer essa greve de jeito nenhum! Isto está cheirando à politicagem!

    ResponderExcluir
  14. OLha beem não é porque são professores que eles são perfeitos, não brigam, não discutem e não chingam. Então se eles agiram ou não daquele maneira teve um proposito e um porque que lhes causaram isso ..
    E sou muito a favor da greve, vai me prejudicar (estudante)? Vai, mas o governo faz essa falta de responsabilidade com os professores e os mesmo devem ficar quietos em relação a isso? Claro que não. Os professores passam anos e anos estudando para chegar onde chegaram e um governo de merda não dar valor a educação isso sim é baixaria. Então pense bem nessa questão como querem que a EDUCAÇÃO BRASILEIRA melhore se o proprio governo não liga pra educação?
    E enquanto a esse comentario mediocre dizendo parecer ser birra de menino(respeito e muito a opinião), mas isso foi pura ignorancia, em primeiro creio que você não sabe mesmo qual é todo o sentido da greve, então, atualizesse primeiro para saber qual o motivo e também é por causa de pensamentos imaturos como o seu que a educação brasileira é a merda que é.
    E em relação a falar que eles sabiam, mas se não fossem os PROFESSORES, você nãoestaria aonde esta e não saberia nem ler e muito menos escrever. Portanto, pense bem antes, analise os fatos para saber qual o verdadeiro sentido de todas as greves, antes de postar um comentario futil e podre desses .

    ResponderExcluir
  15. O professor não é meu amigo e não dá a mínima para mim. Além disso, é um baderneiro. A greve vai me prejudicar horrores e a postura dos professores nos vídeos que tive o desprazer de ver só me fez pensar como que o governo está ainda pagando alguma coisa para eles. Deveriam perder o emprego de vez.

    Graças a Deus ainda há sim aqueles professores que estão engajados com o ensino e são ótimos professores. Exceção à regra. E todos estes, na minha faculdade, estão contra a greve e dizem: façam o que quiser, EU não vou entrar de greve.

    Ainda que os professores estejam prejudicados, ainda que o salário seja injusto e a greve uma atitude pertinente, muito mais indignas estão as malditas aulas em slides que se repetem anualmente sem qualquer atualização. Muito piores são as provas repetidas feitas de maneira totalmente aleatória. Muito piores são as correções descriteriosas. Muito pior é o plano de ensino que parece completamente sem fundamento (quando ele existe!).

    Muito bonito os professores quererem qualidade de vida. Mas todos nós sabemos que as universidades federais são boas não por conta dos professores e das aulas, mas por conta dos alunos. Porque os alunos sim correm atrás de tudo. Quantas vezes não vi alunos fazendo projetos de pesquisa quase todos sozinhos e sem ajuda do professor?

    Isso sem contar professores que não vão às aulas e nem avisam, não repõem as aulas que matam, nunca são pontuais com os seus horários, atrasam a postagem da nota no sistema (deixando a disciplina como "cursando" ou "reprovado" por tempo infinito).


    Acredito, de berço, que sempre que eu quero reivindicar algum direito meu, eu preciso ter certeza que os meus deveres estão sendo bem cumpridos. E os professores, em sua maioria arrebatadora (80%?), estão longe, BEM LONGE, de terem direito de qualquer reivindicação.

    Agora, já que vocês, professores, não puderam me ajudar e me guiar academicamente, façam o favor de não me atrapalhar e não atrasar meu curso.

    #defendendooMEUdireito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o salário fosse melhor, você teria professores melhores.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Clique no meu nome acima e verá uma resposta a você, ou então acesse copiando e colando o link abaixo: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=188715174591576&set=a.110456112417483.8145.100003592838669&type=1&theater

      Excluir
    4. @Anônimo:

      Como assim:
      "Se o salário fosse melhor, você teria professores melhores"???

      Que tal então:
      "Se os professores fossem melhores, o salário melhoraria"???

      Excluir
    5. Ops. Lógica errada.

      Como atrair as melhores cabeças e ações com um salário ruim?
      Com um salário ruim, mais fácil os bons procurarem outra coisa.

      Abraços

      Excluir
    6. Nayara..

      Quanta verdade no seu comentário. Descreveu a UFG na integra.
      Belas palavras sobre uma horrorosa verdade..


      #defendendooMEUdireitore

      Excluir
    7. Nayara,

      Reze pra que o mercado encontre uma boa vaga pra você. Tão boa de modo a não precisar pisar aqui de novo. Caso contrário, você será mais uma "cria da academia", como tantos outros que vejo "ai gente, tou desempregada e vou fazer mestrado/doutorado. Depois, faço concurso pra dar aula". E aí seus professores vão dizer pra você: bem-vinda, colega!

      Pare com a hipocrisia, tá?!

      Excluir
    8. @ Anonimo,

      A Nayara não precisa que o mercado encontre uma vaga pra ela. Ela vai criar suas vagas, ela tem o perfil para criar mercados. Mais legal do que encontrar um emprego e construir sua carreira, é criar seu próprio emprego e, de quebra, dar a possibilidade de dezenas de pessoas fazerem suas carreiras.

      Excluir
    9. kkkkkkk que discuso hein! Criar sua vaga??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk 180 milhões de pessoas criando sua vaga kkkkkkk Não! Só os melhores criam a sua vaga!! Mas e se todos forem bons??? Ainda sim, haverá os melhores. Então, a lógica é: seja o melhor, "crie a sua vaga" e foda-se o resto! Essa Nayara ai, que eu não conheço, pode até "criar a sua vaga", ou não... mas e os outros? O discurso medíocre vai dizer: são incompetentes, merecem o que tem!!!

      Todos nós somos seres humanos e merecemos sim uma vida humana! E não apenas reproduzir discurso empreendedorista baratos.

      Excluir
    10. @Anônimo:

      Como assim:
      "Se o salário fosse melhor, você teria professores melhores"???

      Que tal então:
      "Se os professores fossem melhores, o salário melhoraria"???

      Respondendo: No plano de uma discussão de boteco essa diferença poderia até ser considerada. Mas no plano do que realmente existe e da legislação brasileira, e das relações entre o Estado e a categoria, o Estado nunca aumentou e nunca vai aumentar salários de ninguém porque são bons ou ruins. Trata-se de interesses. Se o Estado tem interesse em valorizar a educação ele melhora as condições de trabalho, se o Estado tem interesse em desvalorizar a educação pública ele precariza tudo, inclusive os salários. Resistir a isso, só com a luta de quem realmente defende a educação. Mas se a sua cabecinha estiver muito teleguiada pelos livros de auto-ajuda e pelos comentários dos jornalistas da Rede Globo e do Boris Casoy, sua conclusão óbvia é que os professores são um bando de vagabundo, incopetentes e que deveriam procurar outra coisa para fazer se estão instatifeitos... É isso mesmo. Exatamente esse é o interesse de um Estado que quer desvalorizar a educação. Os melhores saem e vão procurar outra coisa, ou nem mesmo tentam entrar pelo concurso. Os melhores ficam distantes da ecucação. E na educação ficam aqueles que a colega descreveu acima.

      Excluir
    11. @ Anonimo 1:

      Se todos forem bons, viveremos em um país maravilhoso, cheio de bonança. Você deve pensar nas outras pessoas, mas não deve perder tempo para investir em si mesmo.

      Só os melhores criam sua vaga sim. Seja o melhor! Você está nesse mundo justamente para isso: para ser o melhor naquilo que só você pode ser o melhor. E há espaço para todos!

      Se eu for o melhor naquilo que penso ser, conseguirei dar espaço para pelo menos mais umas dez ou vinte pessoas que também são as melhores naquilo que elas fazem. Todos tem a ganhar. É muito menos medíocre do que pensar: vou fazer concurso e garantir MEU emprego e MINHA estabilidade, fazer greve para aumentar o MEU salário, etc.

      Não é que as pessoas merecem o que tem (ou não tem). Mas tem aquelas que se conformam em ficar se lamentando, chorando aumento, coçando suas feridas em um canto qualquer. Essas, essas sim merecem. Seja inconformado com sua situação e vá atrás do melhor para sua vida.

      São os empreendedores deste Brasil que levam o país pra frente. A máquina pública dá a cada dia mais sinais de seu inchaço e incompetência. Ou será que o atendente lá do INSS, ou o vereador da sua cidade, criam empregos e geram distribuição de renda pela sociedade?

      @ Anonimo 2:

      Lembre-se de que o Estado somos nós, através de nossos representantes, e se agora eles estão nos ferrando, é porque nós fizemos más escolhas no passado e colocamos pessoas erradas para nos representar.

      Um dos poucos pensamentos que guiam a minha cabeça é: vai lá e mostre o seu valor, faça o seu melhor e mude o mundo (seja como empresário, professor, gari, jogador de futebol, etc). Isso não está na televisão nem nos livros de auto-ajuda. Isso nasceu comigo, e é isso que eu, meus filhos e meus netos vão fazer, seja no Brasil ou em qualquer lugar do mundo.

      Excluir
    12. Melhor como gari? Enquanto os professores lutam para aumentar o salário que recebem, os garis estão satisfeitos em receber 10% desse valor. Duvido que você queira ser o melhor gari da sua cidade. Discurso de empreendedorismo barato sim!
      Como é que todos serão os melhores no que fazem? Há por acaso 180 milhões de profissões, no Brasil? Entre mil garis, todos podem ser os melhores? O importante não é ser o melhor gari, mas ser o melhor gari que as suas condições (de inteligência e físicas) lhe possibilitarem.
      Mas ainda que não seja o melhor, é justo que todos tenham uma vida digna. E com esse discurso, justifica-se a indignidade das condições de vida a que são relegadas as profissões que não despertam o interesse do Estado. Diz-se: "Se quer um melhor emprego, seja um melhor profissional", o que, como se sabe, não é acessível a todos.
      Anônimo 3.

      Excluir
    13. Para de reclamar e volte a trabalhar, porque tem muita gente querendo formar!!!
      - Quem está prejudicado aqui sao somente os ALUNOS, voces ja nao tiveram propostas e contrapropostas?
      nao tá bom?
      VAZA!
      Eu quero é aula!
      Eu quero é ter a chance ao menos de me formar...entao nao reclama ja que possui mestrado doutorado e phd...
      Vá trabalhar!
      Coloque em Pratica seus diplomas!

      Excluir
    14. Anônimo do dia 3 de agosto:

      Se você tem vocação ou capacidade para ser gari, e gosta desse trabalho, você será o melhor gari. Todos podem ser os melhores garis sim, pois existe espaço para todos. É justamente o ponto: já que você optou por ser gari, seja o melhor gari que você pode ser. As condições oferecidas não são boas? Não está satisfeito com o salário pago ao gari? Saia dessa profissão.

      P: Há por acaso 180 milhões de profissões, no Brasil?
      R: Na verdade, há quase 200 milhões de profissões, já que cada pessoa é diferente e única, e constrói sua profissão a luz da sua visão de mundo. Todo gari é diferente em suas táticas e capacidades de trabalho.

      Concordo que é justo que todos tenham uma vida digna. O gari vive com 10% do que você ganha. Você é mais digno que ele para merecer 10 vezes mais? Se é pela dignidade, façamos uma greve pelo aumento do salário do gari então.

      O gari é esperto. Ele sabe que o Estado não quer cuidar dele, e não desiste. Ele varre a rua a semana inteira, e no tempo livre tá consertando os eletrodomésticos dos vizinhos, trocando telhas na rua onde mora, vendendo Avon, etc.

      Aí você me diz: não vou fazer bico! Quer algo mais requintado? Escreva um bom livro por ano para extravasar a sua bagagem de conhecimento acadêmico e de vida. Talvez te tome 5 ou 6 horas por semana, mas vai te dar um bom retorno financeiro.

      Excluir
  16. Marlon, você sempre esteve de greve.

    ResponderExcluir
  17. O que há de errado em achar ilegitimo o ato de greve? Estamos num liberalismo econômico, certo? Por que diabos é necessário ter alguém tomando conta de vocês e do salário de vocês? Vocês já viram uma greve geral de empregadas domésticas? Ou uma greve geral de empresários (contra altos impostos, p.e.)? Já viram uma greve geral de corretores de imóveis? Não! Sabe porquê? Porque eles sabem que um salário melhor, ou condições melhores de trabalho, ou maiores lucros, só dependem deles mesmos. Eles sabem que o governo não está aqui para tomar conta deles e lhes garantir bons salários. Todos falam tão mal do tal governo, mas esquecem que o povo tem o governo que merece. Porque em vez de pedirem um salário melhor pra vocês, não fazem greve para pedir um salário melhor para o Brasil inteiro? Ou uma greve para promover o impedimento deste governo que lhes causa tanto mal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo, então cada professor agora deve "correr atraz" para ter uma melhor remuneração. Ou seja, procurar outro emprego, abrir um negócio próprio, etc... Ótimo, assim ele resolve o problema dele. Mas e o professor que vai entrar no lugar? Se vai aceitar um salário e condição de trabalho que o outro nao aceitou, significa que será um professor pior, certo? Você diria: "não necessariamente, pode até aparecer algum melhor" Concordo, mas de uma forma geral a tendÊncia é piorar. Por isso, uma greve não é simplesmente pelo salário do professor que perdeu 20% em relação à inflação nos ultimos anos, mas também para manter um mínimo de qualidade na educação.

      Excluir
    2. @Anonimo

      Então os professores não dão boas aulas e a qualidade da educação não é boa porque os salários são ruins? Já pensou se eles dessem o melhor de si, esperando que as recompensas viriam? Em 10 anos teríamos uma geração bem formada e consciente de seus direitos, e que se valorizaria e valorizaria os demais profissionais.

      Isso sim seria um ato de valor e que traria reais benefícios a educação. Sou trabalhador e ganho pouco (menos da metade do piso de um professor), trabalho mais e sustento duas pessoas. Mas faço um trabalho impecável, pois sei que isso é a coisa certa a ser feita, sobretudo pra mim e para todos que do meu trabalho dependem.

      Excluir
    3. Respondendo o comentário acima: veja bem, salários melhores atraem pessoas mais competentes. Salários piores afastam os mais competentes. Alguns permanecem mesmo com salários piores porque gostam do que fazem. Mas ninguém vive apenas de gostar. Por exemplo, você sabia que na educação básica, em Goiânia, TODOS os professores de Inglês que entraram no último concurso sairam após pouco tempo de trabalho? O que isso significa? Eles estão fazendo exatamente o que você defende, eles estão INDIVIDUALMENTE resolvendo o SEU problema particular, procurando outro lugar para trabalhar. E a educação píblica que é um problema NOSSO está ficando cada vez pior por isso. Slários melhores e melhores condições de trabalham fazem com que aquelas pessoas que querem realmente dedicar à educação permaneçam e sintam-se valorizados. O problema não é individual como você quer entender. Muitos professores já dão o melhor de si e embora possa não parecer para você, eu diria que a maioria dá o melhor de si. A questão não é essa! Dar o melhor de si em troca de uma recompensa individual. A questão é que você vive em uma sociedade, as pessoas possuem diferentes características e diferentes condições de formação. Até quando tudo que é público vai ser menos valorizado? Resposta: Até quando os interesses privados prevalecerem! Uma greve como essa não simplesmente em defesa de uma melhoria individual aos professores, mas é em defesa da Universidade pública! Por que os médicos não querem trabalhar em hospitais públicos? Resposta: Porque as condições de trabalho são muito piores! Mas por que? Porque há interesses em manter tais condições de sucateamento da Saúde Pública. Então porque os médicos não fazem mais greves? Porque as Antas que seguem os comentários da TV (patrocinadas pela UNIMED e CIA) reproduzem um discurso de que "se os médicos estão insatisfeitos eles que procurem coisa melhor". Bom, agora eles estão fazendo isso! Os professores de Inglês fizeram isso, e os de outras áreas da educação também. Resultado: Individulamente eles resolvem os problemas deles. Coletivamente a Escola pública e a saúde pública fica cada vez pior. Mas a Universidade Pública ainda se garante em qualidade. Mas porque? Porque ainda existe alguma resistência dentro da Universidade Pública que vai além das saídas individuais. Mas até quando isso vai durar? Hoje, há professores na UFG que entraram há 20 anos atraz, quando a carreira ainda era promissora. Porém, daqui 20 anos quem estará na UFG? Muitos concursos atuais não tem nem candidatos interessados em fazer inscrição. Os doutores mais jovens estão fazendo o que alguns comentários acima sugeriram: estão procurando outras opções de trabalho em outros locais, inclusive no exterior. Alguns concurso estão caindo para a exigência de mestres e outros para especialista. Quem ganha com isso? Quem tem interesse em uma Universidade Pública tão precária quanto a escola´pública na educação básica e aos hospitais públicos. Quem vai resistir a isso? Nós, coletivamente iremos resistir até quando for possível. SE depender de você, cada um individulamente deveria procurar outrop local para trabalhar, para garantir a sua formatura no tempo previsto. Que lástima! Enquanto isso, no Chile, por muito menos os estudantes pararam o País no ano passado. Mas os estudantes brasileiros estão muito preocupados em se emocionar com os discursos do Jabor e com os episódios da Novela das 21 horas e muitos professores também...

      As esperanças são pequenas... com certeza a tendência é piorar. Não sei se meu filho terá uma Universidade Pública com a qualidade da que tem hoje para estudar.

      Excluir
    4. Esses professores de inglês mostraram extremo bom senso, parabéns a eles. Não se acomodaram com as condições que a sociedade lhes impôs.

      A educação pública é problema nosso sim, até porque pagamos por ela. Mas então porque não tomamos decisões conscientes na hora de colocar nossos representantes oficiais no poder?

      Te garanto que um mínimo dos professores realmente dão o melhor de si. E pasme: são os mesmos que não estão nem aí para a greve! São felizes fazendo o que fazem, não estão lá apenas pelo dinheiro...

      Acho que a Universidade pública se sustenta com qualidade porque os professores que realmente se importam com ela ainda dão verdadeiros shows em sala de aula, e porque os alunos se esforçam para obter conhecimento.

      Não vou a rua fazer baderna não. Não tenho tempo a perder. Se eu quiser um mínimo de qualidade de vida, preciso me dedicar a realizar meus objetivos agora. Posso ser a mudança que quero para meu país.

      Também não tenho tempo para assistir novela, nem para sentar e discutir o futuro da educação e da saúde do meu país. Quem age e faz as mudanças acontecerem não senta para discutir, mas sim vai lá, e faz.

      Façamos nas eleições deste ano uma campanha a favor da educação e da saúde tão fervorosa quanto esta para melhores salários. Já que é pra pensar no bem da sociedade, vamos pensar no bem do Brasil como um todo.

      Att.

      Excluir
  18. A respeito deste comentário:
    "Sinceramente, não entendo o sentido do ato de greve. Para que serve uma greve? Se não estão satisfeitos com seus salário, procurem outras formas para complementá-lo, ou procurem outro emprego. Todos vocês entraram para este cargo sabendo quanto iam ganhar. Isso parece birra de menino."

    Então é assim...os professores formam, fazem mestrado, doutorado, prestam concurso, tomam posse e TEM DEPOIS QUE COMPLEMENTAR RENDA EM UM CARGO EXCLUSIVO!
    Ser professor agora virou bico?

    A inflação toma conta de tudo, o salário mínimo aumenta, a gasolina aumenta o kilo da comida do CC aumenta e os professores tem que ganhar o mesmo tanto de alguns anos atrás?

    É ridículo uma pessoa que faz um comentário deste! Definitivamente sem noção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thálita, tudo bem?

      Você é professora? Está arrependida de ter feito graduação, mestrado, doutorado, e agora estar ganhando pouco? Será que é tão ruim assim ter de complementar a renda?

      Não estou dizendo que ser professor é bico. Mas todas as pessoas do mundo são livres para fazer o que lhes é mais conveniente, bastando arcar com o ônus.

      O salário não está bom e o doutorado não te ajudou a achar um trabalho em outro lugar? Procure um outro caminho na vida que lhe dê o valor que merece, em vez de ficar chorando num canto esperando que mais dinheiro caia do céu. Você e só você é responsável pela sua vida.

      Tenho certeza que cargo exclusivo não proíbe, por exemplo, da pessoa pegar uma fração do que ganha e investir em renda fixa ou variável, e lucrar com dividendos, ganho de capital, etc. É tudo uma questão de tirar a cabeça pra fora do buraco e pensar fora da caixa. Basta agir. Mexa-se!

      Excluir
    2. A questão não é individual!!!!!!!! O problema individual, o bom professor realmente resolve. Ele vai trabalhar em outro lugar, como vocês querem! Até mesmo no exterior. Mas e a Universidade como fica????

      Excluir
    3. E por acaso alguém aqui está pedindo salários melhores pensando no bem coletivo?

      Façamos o seguinte então: Peguem o provável aumento que receberão e invistam 100% durante um ano na infraestrutura da Universidade. Comprem livros e doem para a biblioteca. Comprem material de laboratório. Façamos este sacrifício particular em função do bem coletivo e da Universidade. Quem topa?

      Excluir
    4. Amigo Anônimo do dia 14 de junho.

      Todos nós já fazemos isso que você está propondo, inclusive você. Pagamos altos impostos que sustentam a universidade pública no Brasil. Ou seja, já fazemos esse "sacrifício particular" principalmente os que tem imposto de renda descontado na fonte. O governo é que não faz a parte dele.

      Abraço

      Excluir
    5. Thálita, voce está reclamando de boca cheia e bolso cheio!
      Nós alunos estamos querendo pelo menos nos formar, ainda de bolso vazioo!
      Agradeça a oportunidade de seus diplomas e graduacoes!
      Nao olhe somente pro seu problema!

      Excluir
  19. Desculpa generalizar, mas sinceramente existem professores que não mereciam dar aula viu, de tamanha burrice que são. Não sei se acham que tão dando uma de bonitinhos, ou de puxa-saco, mas esses não deviam fazer parte do corpo docente de uma instituição como a UFG.

    Pelo simples fato dele ser sindicalizado, e descontar uma parte bastante significativa do seu salário, em troca de alguns benefícios, que grande parte das vezes nem é utilizado, devido a sua carga horária tão grande, mal sobra tempo para lazer e descanso.

    Aí me pergunto, conhecem como funciona o nosso mercado, o preço de tudo aumenta, comida, transporte, moradia, lazer, até o preço do tempo; já ouviram falar algo de inflação, é isso aí. Ai surge a dúvida, você professor acha que merece trabalhar 3, 5, 10 anos sem nenhum aumento???

    Depois ficam aí publicando dezenas de artigos dizendo que custo de vida subiu, que o salário de professor é menor do que, quem nunca estudou na vida, que dão milhares de aulas semanais, toleram os alunos baderneiros o dia todo, e muitas outras reclamações.

    Fico aqui pensando, por que vocês sindicalizados e não sindicalizados, não se unem em prol da classe de vocês, todos merecem melhores condições de trabalho e de vida, mas vocês correm unidamente atras desse direito que é de vocês, que são as pessoas mais aptas a nos ensinar tudo o que sabem, para nos tornar cidadãos de direito e governar o nosso país???

    Pra finalizar, leiam direitinho as noticias, analisem os fatos, e percebam se não é isso que vocês realmente querem, façam o que vocês nos ensinaram a vida toda, saibam ouvir as opiniões alheias, e posteriormente argumentar decentemente.

    Talvez ficou a dúvida por aí, eu sou aluno da UFG, sou a favor da greve, mesmo sendo um aluno bem dedicado, e não sendo beneficiado com a paralisação no curto prazo, mas acredito que no longo prazo sentiremos a diferença. Tem tudo para melhorar.

    ResponderExcluir
  20. Ridículo os próprios professores e alunos em pleno século 21 vivierem um regime totalmente neoliberal, egoísta, antidemocrático. Sou aluna da ufg,sou a favor da greve ... O Brasil jamais ira pra frente por culpa de gente como vcs, pais onde futebol e mais importante qe educação, infelizmente só funciona a partir de greve, tudo nessa merda de Brasil só funciona assim, então vamos nos unir ao invés de pensar só em si. Parem de pensar no proprio umbigo, educação abrange todos, o futuro somos nos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Consegue me explicar porque considera o liberalismo tão ruim? e porque cargas d'água acha que ele é antidemocrático? O que há de antidemocrático em deixar que as pessoas, livremente e por esforço próprio, consigam alcançar aquilo que a sua capacidade lhes permite ter ou ser? É a igualdade ideal, a igualdade de oportunidades!

      Não gosto de futebol, e considero que esse é mais um esquema para enganar trouxas que gastam muitos reais para torcer por um time ou seleção que não estará lá no dia seguinte caso falte alguma coisa na vida deste torcedor. É uma máfia, um câncer. Mas respeito quem gosta, por pior que isso seja pra eles. Sempre, por vontade própria e por minhas próprias pernas, dei ênfase à minha educação e hoje colho os frutos.

      Não precisei de governo me dizendo o que fazer nem cuidando do meu salário. Eu mesmo luto para alcançar o sucesso, sem greve nem birra, fazendo o meu melhor (independente do retorno, que vem quando você faz algo bem feito).

      Excluir
    2. egoista! define vc.

      Excluir
    3. Fazer o meu melhor é ser egoísta? Então democracia é sinônimo para "todos fazendo trabalhos medíocres"? Eu simplesmente acho que antes de pedir algo melhor para alguém, eu devo fazer o meu melhor.

      Você realmente acha que alguém acende a presidente para fazer o melhor para você? O governo está aí para te tributar e lucrar com isso. Ponto. Essa educação, saúde, etc que ele finge entregar pra gente é só um paliativo pra gente ficar em silêncio.

      Att.

      Excluir
    4. Meu camarada, quem nasce na miséria não tem a mesma oportunidade que você! SE liga!!!!!

      Excluir
    5. Amigo, não me venha falar de nascer na miséria. Sei muito bem em quais condições nasci, e se dependesse delas, não estaria onde estou hoje.

      Tenho colegas ricos com smartphones e carros 0km ganhos do papai. Se eu quiser ter isso também, tenho de ir atrás. E é isso que tenho feito dia após dia. Não fico coçando minhas feridas, chorando a minha má sorte.

      Criei as oportunidades necessárias na minha vida. Não sou rico, mas caminho para isso. As oportunidades da nossa vida somos nós quem fazemos.

      Faça o seu melhor. Colha os frutos. Vai ver do que estou falando.

      Excluir
  21. Vocês que acham que professor não deve fazer greve, que professores em dedicação exclusiva devem complementar o seu salário ou arrumar outra coisa para fazer: daqui a 20 anos terão que pagar a mensalidade da universidade de seus filhinhos, pois a pública estará achincalhada. Separem seus 4 mil reais por mês, por no mínimo 4 anos, ok? Até lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já estou fazendo isso. Não confio nos rumos que o governo dá para minha vida. Prefiro eu mesmo garantir a educação (de qualidade) para meus filhos. Quem é responsável pelos meus filhos sou eu e eu não vou deixar eles nas mãos de um governante medíocre que acha que abala por ter conseguido se reeleger.

      Excluir
  22. PESSOAL,
    É UM MOMENTO DELICADO E QUE MERECE MUITO CUIDADO,
    ESTÃO USANDO ESTE ESPAÇO PARA ESPALHAR A CONFUSÃO ENTRE AS PESSOAS DENEGRIR A IMAGEM DE ALUNOS E PROFESSORES SÉRIOS DA UFG. UM ANÔNIMO ACUSA, DE MANEIRA CALUNIOSA (SEM PROVAS) UMA PROFESSORA DE XINGAR A PRESIDENTE DO SINDICATO, UTILIZA, INCLUSIVE, O NOME DE PENSADORES FAMOSOS DA TEORIA CRÍTICA NO SENTIDO DE DIFAMÁ-LA. PENSO SER ESSA UMA MANEIRA COVARDE DE PLANTAR IDÉIAS FASCISTAS.CONCLUO QUE REALMENTE ESTAMOS VENDO NA PRÁTICA O QUE ESTES AUTORES FRANKFURTIANOS DENUNCIARAM: A UTILIZAÇÃO DE MÉTODOS NAZISTAS PARA MANTER O SISTEMA ATRAVÉS DA DESMORALIZAÇÃO DO OUTRO QUE PENSA DIFERENTE, A TENTATIVA DE DESQUALIFICAR E DESTRUIR QUALQUER OPOSIÇÃO A QUALQUER CUSTO, A TENTATIVA DE MANIPULAR AS PESSOAS. AQUILO QUE O ADORNO DENOMINOU "CARÁTER MANIPULADOR", DO SUJEITO FRIO E CALCULISTA, NUNCA FOI TÃO PRESENTE NO CONTEXTO DA UFG. AINDA BEM QUE A ALIENAÇÃO TEM LIMITE E TUDO ISSO SERVE COMO EXPERIÊNCIA PARA CHEGARMOS A UMA VERDADEIRA CONSCIÊNCIA DA REALIDADE...
    QUE PREVALEÇA A JUSTIÇA E A VERDADE EM TODOS OS SENTIDOS!!! QUE POSSAMOS RESISTIR COM DIGNIDADE.
    TERMINO ASSINANDO, EMBORA NÃO TENHA UM PERFIL NA INTERNET, POIS QUERO DIZER QUEM SOU, NÃO VOU ME ESCONDER ATRÁS DA MÁSCARA DE ANÔNIMO.
    PROFESSORA: SILVIA ROSA SILVA ZANOLLA /FACULDADE DE EDUCAÇÃO

    ResponderExcluir
  23. PESSOAL,
    É UM MOMENTO DELICADO E QUE MERECE MUITO CUIDADO,
    ESTÃO USANDO ESTE ESPAÇO PARA ESPALHAR A CONFUSÃO ENTRE AS PESSOAS DENEGRIR A IMAGEM DE ALUNOS E PROFESSORES SÉRIOS DA UFG. UM ANÔNIMO ACUSA, DE MANEIRA CALUNIOSA (SEM PROVAS) UMA PROFESSORA DE XINGAR A PRESIDENTE DO SINDICATO, UTILIZA, INCLUSIVE, O NOME DE PENSADORES FAMOSOS DA TEORIA CRÍTICA NO SENTIDO DE DIFAMÁ-LA. PENSO SER ESSA UMA MANEIRA COVARDE DE PLANTAR IDÉIAS FASCISTAS.CONCLUO QUE REALMENTE ESTAMOS VENDO NA PRÁTICA O QUE ESTES AUTORES FRANKFURTIANOS DENUNCIARAM: A UTILIZAÇÃO DE MÉTODOS NAZISTAS PARA MANTER O SISTEMA ATRAVÉS DA DESMORALIZAÇÃO DO OUTRO QUE PENSA DIFERENTE, A TENTATIVA DE DESQUALIFICAR E DESTRUIR QUALQUER OPOSIÇÃO A QUALQUER CUSTO, A TENTATIVA DE MANIPULAR AS PESSOAS. AQUILO QUE O ADORNO DENOMINOU "CARÁTER MANIPULADOR", DO SUJEITO FRIO E CALCULISTA, NUNCA FOI TÃO PRESENTE NO CONTEXTO DA UFG. AINDA BEM QUE A ALIENAÇÃO TEM LIMITE E TUDO ISSO SERVE COMO EXPERIÊNCIA PARA CHEGARMOS A UMA VERDADEIRA CONSCIÊNCIA DA REALIDADE...
    QUE PREVALEÇA A JUSTIÇA E A VERDADE EM TODOS OS SENTIDOS!!! QUE POSSAMOS RESISTIR COM DIGNIDADE.
    TERMINO ASSINANDO, EMBORA NÃO TENHA UM PERFIL NA INTERNET, POIS QUERO DIZER QUEM SOU, NÃO VOU ME ESCONDER ATRÁS DA MÁSCARA DE ANÔNIMO.
    PROFESSORA: SILVIA ROSA SILVA ZANOLLA /FACULDADE DE EDUCAÇÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justo professora.

      São nesses momentos que devemos manter a calma e tentar sempre argumentar. Episódios de violência não representam toda a classe, tanto a violência do sindicato para com os professores, quanto a de alguns professores contra a mesa diretora.
      Escrevo sobre isso em post mais recente.
      http://www.blogdoiqufg.blogspot.com.br/2012/06/ufg-e-greve-da-civilidade-ate-baderna.html

      Abraço

      Excluir
  24. aneim, escreve em caixa alta não.

    nemLi

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. toda categoria necessita de um sindicato, para que não ocorra esses tipos de desencontros. se o sindicato é corrupto, é politizado e etc é outro problema!
    O sindicato existe para isso, reivindicar e defender os anseios de uma classe, de forma inteligente e organizada. Porém, não é isso que vimos. Professores batendo cabeça e dando um belo exemplo de desorganização, selvageria e provocando uma enorme baixaria que esta escancarada nos jornais, sujando a própria categoria e a instituíção UFG. Sobre esse episódio tive vergonha dos meus mestres, pois possuem tantos títulos.. para agirem dessa maneira. Espero que nas próximas reuniões o nível de civismo e ética seja maior. Quer votar, filie-se. 'jogo' sem regras vira bagunça.

    ResponderExcluir
  27. Visão parcial d mgs a favor da greve.Saber q alguns Dr usam este meio p/se despir,expor o q realmente são:pessoas q só pensam em si,se escondendo na bandeira d 1 melhor ensino público,d 1 universidade melhor!É 1 escândalo.Hipocrisia,falta d senso d coletividade.Já q estão todos d acordo em 1 ponto:a educação precisa ser melhorada,pq ñ ampliar as reivindicações a todas as classes d profs do país? Esses profs Dr das Federais vieram todos da rede privada?Será q ñ tem nenhum q tenha sido aluno de alguma profª pobre,mal vestida,mal nutrida q deu o melhor d si p/eles estarem onde estão hj?Não entendo o q vcs querem c/esse festival d demagogia.Fiz minhas escolhas d vida,trabalho,e mto,p/suster minha família e ñ tenho "grana" p/,em pleno estado d greve,ficar viajando p/o exterior, e acompanhados!Esses profs da UFG ñ deveriam estar lotados em seus campus fazendo a greve acontecer?NÃO!Vamos passear pela Europa enqtº o resto da população brasileira ‘trampa' p/pagar impostos q vão gerar seus salários,q dizem ser magros!Magro é esse raciocínio obtuso q greve é solução,q não encontram suas próprias saídas,q denigrem a imagem da IES q lhes paga o pão,caviar,champagne e viagem d passeio em plena greve.Duvidam?Olhem pelo facebook. Fotos d profs da UFG em viagem por + d 30dias!E pode fazer isso quem ganha 1 salário miserável como dizem? Chega d bobagem,vão "caçar" o q pesquisar e ñ escrever artigo científico colocando 5 autores no mesmo!Artigo q as vezes ñ acresce nada,vão produzir ciêndevolver o q receberam d graça q foi:a graduação,mestrado,doutorado e pós-dr as custas do R$ público, as custas de meu R$ e ainda tem a cara d pau d se sentirem lesados!Perderam a noção d tudo,chega d conversa fiada.Há décadas se fala a mesma coisa,os discursos são padronizados assim como as provas mal elaboradas,sem critérios estabelecidos.Chega d preguiça.Vão trabalhar.Podem melhorar a educação c/ seus exemplos e ñ c/discursos tediosos,bem similares àqueles q vcs criticam.Cuidado,vcs cospem no prato em q comem.Ou será q por algum distúrbio d personalidade se julgam acima do bem e do mal?Serão vcs tão puros,inocentes e idealistas?Será q vcs são da geração dos "rebeldes sem causa"?Falta de foco,efetividade e d responsabilidade c/seus empregadores:nós e boa parte da população brasileira,q nunca vai conseguir fazer 1 graduação numa Federal!Bora trabalhar gente,vcs são responsáveis pelos prejuízos da descontinuidade dos estudos de milhares d jovens cheios d esperança.Parem c/o disparate d dizer q alunos apoiam!Isso é minoria baderneira ,q ñ estuda, é puxa-saco e gosta d fazer tumulto p/ter seus 15 minutos d fama!Não venham dizer q são alunos engajados,articulistas e d ideias coerentes.Seria o cúmulo vcs ñ reconhecerem! Não costumo deixar d me identificar,mas como os "DOUTOS" assim o fizeram, me dou o mesmo direito q eles. Cresçam meninos(as) birrentos(as)e marrentos(as).Levem a vida dos outros a sério já q não levam a de vcs c/respeito.Vcs só serão respeitados se respeitarem o alheio e parece que ñ aprenderam a lição.Educação vc ganha no berço e ñ com os títulos q vcs ostentam na ilusão d q são grandes estrelas do universo.Ri d+ qdo 1 colega d vcs diz q ele ganhava 21 SM antes e q agora ganha somente 11 SM!Pergunto:q compensação ele deu p/a sociedade?O q ele fez/faz q agrega valor p/ser remunerado tão bem neste país d pobres,d 1 "falsa classe média baixa"?Lembrem, na iniciativa privada,se não "ralar" o bixo pega,o concorrente chega!Talvez isso me torne + perspicaz em relação ao valor do dinheiro.Vcs precisam d aulas c/crianças d 6,7 anos dos USA p/aprender a entender o valor do trabalho e do dinheiro q ele proporciona.A greve d vcs fez a infelicidade d mtos e ñ vai virar nada.Sugiro:peçam exoneração,vamos abrir novos concursos,tem 1 "garotada e 1 velharada" mto boa,torcendo,esperando as vagas de todos vcs.É lamentável eu ter pago tanta grana p/tornar vcs Dr e pós-Dr e ler as coisas grotescas q escrevem!Eta dinheirinho suado q gastei atoa!

    ResponderExcluir
  28. Como professor, com filhos para educar, sei o valor e a necessidade de que bons professores ocupem os espaços de ensino (escolas, universidades). É evidente que não vou deixar o cargo para que um desinformado como você ocupe e venha a ser professor de meus filhos! Por isso lutamos!!! Para evitar que pessoas com sua visão ocupem espaços onde deve prevalescer o conhecimento e a inteligência!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que se percebe vc é mais "invocado" do que aparenta! Prof marrento é um pé pra aguentar...se for mestre se tolera pois é quem dá duro nas IES, mas Dr...Afff...é quem mama o tempo todo e chora, chora, chora pois se "acha"... E se não quer "largar o osso" então trate de cumprir com suas obrigações regimentais com as quais concordou quando da homologação de seu nome, ao "passar"????? num concurso público, que vai saber se não foi manipulado para para solicitar nos requisitos, exatamente o que o seu perfil de currículo apresenta... Tem muita gente, meu caro, em melhores condições que vc, mesmo que seu ego não te permita acreditar... Vc que não quer largar as gordas tetas da sua Uf ou IF e "seu ossinho" é daqueles, por certo, que considera mais prazeroso que dar aulas, descumprir o que a legislação do serviço publico federal exige.
      Ou vc está acima do bem e do mal? NADA DISSO, vc é uma estrela cadente que pensa que é o astro rei...e para Sol lhe falta competência até para debater.
      Vc chega a ser patético. Cuidado, não larga o ossinho não1 a comcorrência te pega, masi dia menos dia, então é bom ter juízo e tratar de andar na linha, uma hora o trem bala te pega mesmo. Seja democrático no sentido da palavra e deixe de ser politiqueiro, sua obrigação é trabalhar porque nós estamos pagando teu salário e mordomias e vc ainda acha que pode tudo! É de rir a sua falta de noção. Mas parabenizo por ter pego o ossinhga! Mas olha lá...não larga o ossinho não! Vai ser difícil entrar no mercado com esse perfil, que para não ofender,não lhe melindrar, nem vou discriminar em palavras!

      Excluir
  29. E ae? Conseguiram alguma coisa? Eu espero que o professor que se dedica mais sempre seja mais valorizado tanto profissionalmente como financeiramente. E que esses professores que só querem baderna nunca consigam nada com essas greves ridículas. E eu espero que o professor seja avaliado sempre para poder subir na carreira.

    ResponderExcluir
  30. A greve vai acabar quando? Hoje já é fevereiro de 2013 e Eu quero voltar para as aulas para ter um futuro.

    ResponderExcluir